terça-feira, 31 de dezembro de 2013

ATÉ QUE A SORTE NOS SEPARE 2

Tino (Leandro Hassum) e Jane (Camila Morgado) recebem uma herança viajam pra Las Vegas, EUA.  Lá, Tino bebe todas num cassino, gasta toda fortuna numa noite e ainda fica devendo dinheiro à máfia mexicana, comandada pelo famigerado Manochaco.  Tino precisa escapar dos mafiosos que querem matá-lo sem que  Jane perceba.  O filme conta ainda com a participação especial de Jerry Lewis.

É tão divertido quanto o primeiro filme, mais uma vez graças ao excelente desempenho de Leandro Hassum.  Ótima diversão pra quem tá afim de dar umas gargalhadas.




YAYOI KUSAMA - OBSESSÃO INFINITA

sala de espelhos infinitos
Cerca de 100 obras da artista plástica japonesa Yayoi Kusuma, entre pinturas, esculturas, instalações e vídeos, onde fica clara a quase obsessão da artista em alojar bolinhas ou pontinhos em suas obras.

O que mais me chamou a atenção foi a "sala de espelhos infinitos" onde é possível ver nosso reflexo infinitamente em vários ângulos.  Há outra sala, também espelhada e muito interessante, na qual ficam penduradas pequenas lâmpadas que mudam de cor constantemente, causando um efeito visual muito interessante.

Uma dica é chegar bem cedo, pouco antes do horário de abertura da exposição, por que mais tarde formam-se enormes filas pra entrar.  Ótimo programa!

Onde? CCBB.  Rua Primeiro de Março 66  Centro
Quando? de quarta a segunda das 9h às 21h. até 20 de janeiro
Quanto? de graça


sábado, 14 de dezembro de 2013

CIÚME TEM CURA!!!

Ciúme tem cura. É o que diz um médico que desenvolveu um remédio à base de florais, chamado Bach Original Flower Remedy Holly, capaz de eliminar esse sentimento doloroso.

Cientistas já descobriram que a área do cérebro que controla o ciúme é a mesma que detecta a dor física - o que provavelmente explica por que, muitas vezes, um ataque de ciúme seja tão sofrido.

O novo remédio, diz o fabricante, foi criado para administrar as emoções negativas, fazendo a pessoa "focar no futuro e desenvolver a generosidade", em vez de gastar neurônios em nome do ciúme.

Os florais, administrados em gotas, também podem ser receitados para casos de inveja, ódio e sentimentos de vingança.

A bula indica que, quando pessoa tiver um ataque de ciúme ou de outro sentimento negativo, deve pingar duas gotas do fitoterápico diretamente na língua.

Fonte: Page Not Found

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

QUAL A DIFERENÇA ENTRE DESALOJADOS E DESABRIGADOS?

Desalojado: Pessoa que foi obrigada a abandonar temporária ou definitivamente sua habitação, em função de evacuações preventivas, destruição ou avaria grave, decorrentes do desastre, e que, não necessariamente, carece de abrigo provido pelo Sistema.

Desabrigado: Desalojado ou pessoa cuja habitação foi afetada por dano ou ameaça de dano e que necessita de abrigo provido pelo governo.

CANNED HEAT - GOING UP THE COUNTRY


terça-feira, 10 de dezembro de 2013

A VIOLÊNCIA DENTRO DOS ESTÁDIOS DE FUTEBOL

Punir o clube fazendo-o jogar a 100 km de distância de sua sede não adianta: na partida do último domingo o Atlético PR enfrentou o Vasco em Joinville (SC) ao invés de jogar em Curitiba por que o clube já cumpria punição por brigas anteriores de seus "torcedores". 

Talvez fosse mais eficaz como punição jogar de portões fechados, pois pesaria no bolso dos clubes. Sim, os clubes devem pagar pela baderna de seus torcedores por que 99,9% das merdas que ocorrem dentro dos estádios são causadas pelas famigeradas torcidas organizadas, que em sua maioria esmagadora são subsidiadas pelos clubes. 

Ingressos, aluguel de ônibus pra outros estados e outras benesses são dadas às organizadas em troca de apoio e "paz" à diretoria do clube.

No jogo de domingo em Joinville foi possível ver que torcedores do Vasco que participaram do tumulto também participaram de outro tumulto há meses atrás em Brasília, numa partida contra o Corinthians.  Alguém imagina que esses torcedores, em sua maioria desempregados ou com baixo salários, teriam condições de fazer longas viagens Brasil afora atrás de seus clubes?  Claro que não! são bancados pelos clubes.

Dessa forma, uma das maneiras de diminuir bastante a violência dentro dos estádios de futebol seria os clubes não darem ingressos às organizadas.  Eles não dizem amar tantos seus clubes? que paguem pra entrar nos jogos e assim ajudem os clubes, como quase todos os torcedores "comuns" fazem.  Esses torcedores marginais e baderneiros vão sumir dos estádios, eles não querem contribuir financeiramente, só querem mamar nas tetas dos clubes. O difícil é algum clube brasileiro ter culhão pra cortar esse laço.

MANIPULANDO MENTES